31 de janeiro de 2011

AVISO

Caros leitores.
Devido as mudanças dos meus compromissos diários e semanais, o blog talvez fique parado até final de fevereiro.
Mas de vez em quando, eu posto contos, fatos reais ou poemas.
Se o blog ficar parado até março, podem ver nos arquivos contos mais antigos que talvez vocês gostem.
Anteciosamente


Mr.Chapeleiro

AVISO

Já é 31 de Janeiro de 2011!!
Como o tempo passa rápido!!
Várias mudanças aconteceram comigo e meu fim de ano de 2010 foi ótimo!!
Começei 2011 bem melhor. Nunca tive uma sensação tão gostosa de entrar no novo ano.
Vou para um novo colégio e acho que isso vai ser bom para mim.
Estou ancioso para conhecer coisas novas, pegar em livros, cadernos e fazer amigos novos!!
Mas infelizmente em fevereiro o CONTOS DE FÁBULAS vai dar uma paradinha.
Não quer dizer que vou ficar o mês inteirinho sem postar nada. O blog vai funcionar em fevereiro como um carro que anda e depois para. Vejam no próximo post o aviso.

30 de janeiro de 2011

A CARROÇA E A VIDA

                                               QUADRO PINTADO POR ROBERTO MENEGHINI
                                              VEJA OS QUADROS DELE EM: http://www.robertomeneghini.blogspot.com/

A carroça vai andando no caminho de terra com um destino para ir.
Mas qual será este destino? Não há destino algum. O caminho de terra, é o caminho da vida. A carroça somos nós. Ela transporta a carga dela enquanto nós andamos todos os dias neste caminho cumprindo a missão que temos que fazer.
Quando a carroça quebra a roda e fica parada sem continuar sua viajem, é a mesma coisa do que nós termos uma falha em algum dia, em alguma hora ou em algum lugar. Mas quando a carroça não aguenta de tão velha, ela desmonta toda e fica quebrada no caminho. Mas nós não quebramos. Nós vamos para outro caminho que é uma longa escada que sobe para o infinito céu azul.

SINTO

Sinto na pele uma flor.
Sinto no coração, um amor.
Sinto nos meus pés calafrios e medo.
Sinto depois um abraço abafado e forte para meu medo passar.
Sinto nos dedos, saudades de escrever com um lápis e depois apagar com a borracha.
Sinto nas mãos, uma inspiração infinita e fabulosa.
Sinto nos braços, o sangue correndo nas veias funcionando dia e noite para que eu possa me movimentar.
Sinto no olho, uma lágrima querendo escorrer.
Sinto depois, um riso de um palhaço me fazendo rir até chorar.
Todos sentem o mesmo que eu... ou não.
Todos sentem alguma coisa em seu corpo.... alegrias, tristezas, medo, graça, ou até nada.
Mas é sempre bom sentir algo. Pois quem não sente, é nada.

MEUS 3 QUE SE FORAM....

Eu vi eles filhotes em Novembro de 2006.
Meus 3 filhotes de chitsu Yasmin....Amadeu..... e Jade.
Eles eram filhotes, depois cresceram um pouquinho e depois ficaram do tamanho normal.
Yasmin, a mais levada de todos. Era tão esperta que poderia ser uma líder de um grupo de qualquer coisa.
Amadeu, o mais calmo. Era o do meio. Tinha a mesma cor que a mãe mas o rosto do pai.
Jade, a pequena. Era uma criançinha. Um bebê.... Era igualzinha ao pai... O pelo dela era branco e preto.
Yasmin e Amadeu, tinham o pelo caramelo e branco como a mãe.
Já a Jade, era preta e branca como o pai.
Estes filhotes eu nunca mais vou esquecer deles.... Nem achar outros iguais....
Bidu (o macho) ficava olhando o dia inteiro sua filhote Jade que era a única parecida com ele.
Mas a maldita chegou pra levar eles....

JANEIRO - FEVEREIRO de 2009, minha tia me deu a notícia dentro do carro que os três foram embora para São Paulo para uma clínica pois eles estavam com um tumor no pescoço.
.........................
5 dias depois cheguei na casa da minha avó e a primeira coisa que eu fiz foi ir no oratório rezar....

- Por favor meu Deus!! Deixe meus filhotes viverem!! Faça com que eles fiquem bem com saúde e que voltem pra casa!! Mas... Se eles tiverem que ir pro céu, cuide bem deles...

Sai do oratório triste. Alguma coisa me dizia que era tarde demais.
No dia seguinte............ Minha tia falou que...... Yasmin tinha morrido...... Amadeu estava na encubadora mas.... já era tarde demais.... Jade.... a pequena...... foi embora pra sempre.
Eu fiquei triste e jorrei lágrimas no colo dela. De repente fiquei com um ódio de Deus, que tive vontade de jogar no chão todas as peças religiosas no chão. Santos, marias, anjos e uma cruz.
Mas começei a me controlar e saber que eles estavam bem no céu.

......................................................

Anos seguintes depois da morte deles, começei a sonhar com eles mas só uma vez.
Yasmin estava voando chegando perto de mim, Amadeu estava em meu colo e Jade do meu lado.
Eu passava a mão neles e sentia o pelo nos meus dedos.
Mas depois, os três foram se afastando e uma forte luz abriu e explodiu.
Logo tudo ficou escuro e eu acordei.

 Os corpos deles foram enterrados num canteiro cheio de flores lindas e coloridas na casa no interior do meu avô.
Naquele dia choveu sem parar.
Quando fomos depois que enterraram eles, o canteiro estava vazio.....sem flores coloridas e bonitas..... nenhuma folha verde.... Onde eles estavam, matinhos começaram a crescer ali.
Tentamos plantar flores de novo mas o resultado foram longas folhas verdes escuras.
Trevos, gramas, folhas verde escuras começaram a crescer naquele lugar e logo morriam.
O canteiro, era rodeado por um retângulo grosso e com cimento que logo foram crescendo lodo nele.
Os outros canteiros e a mata, tinham mangueiras, abacates, graviolas, limões, laranjas, ameixas, banana e etc.
Mas aquele canteiro onde foram enterrados meus 3..... Nunca mais deu flor ou planta alguma.

29 de janeiro de 2011

VIAJEM TRAIÇOEIRA

No dia 12 de janeiro de 2011, quase que a morte passou sua foice no meu pescoço.
Meu avião da GOL estava prestes a pousar sobre o aeroporto de Curitiba, quando a torre de comando alertou ao piloto que não podiamos pousar no aeroporto por causa de uma forte chuva. Então passamos direto acima das nuvens de chuva do aeroporto e fomos para o norte.
De repente o piloto avisa uma coisa desagradável....

- Atenção, senhores passageiros..... Só temos ainda 40 minutos de combustível no avião. Não sabemos se vamos pousar em outra cidade ou fazer alguma coisa.

Depois disso todos os passageiros ficaram em silêncio. Eu senti uma coisa tão ruim em meu coração que fiquei branco de medo. Eu fixei meus olhos na janela do avião e vi nuvens cinzas e negras fazendo com que o avião tremesse todo. Como eu estava sentado perto da asa, meu medo aumentou quando pingos de água escorriam pela janela. As nuvens faziam formas grandes e aterrorizantes. De repente, só via a metade da turbina e nada mais....nada mais mesmo.... A mulher que estava ao nosso lado estava chorando e olhando no relógio sem parar vendo quantos minutos restavam de combustível. Uma hora, o piloto foi pra cima e pra baixo, pra cima e pra baixo.... Até que ele ficou fazendo voltas no local onde ele estava. Nesta hora, parece que entrei num momento espiritual.... O vidro da janela embaçou um pouco e pingos escorriam pela janela do avião rapidamente. Uma nuvem negra mais negra do que as outras e até meio roxa se aproximou do nosso avião. Começei a lembrar coisas horríveis como catástrofes de aviões que eu via na TV.... Me lembrei do ataque das Torres Gêmeas em 2001.... Vi uma visão de pessoas gritando e chorando dentro de um avião com as luzes piscando e soltando faiscas com tudo voando..... Mas começei a pedir ao meu Anjo da Guarda que proteje-se nosso avião para que ele não caísse e para que Deus tirasse as nuvens negras de perto do avião. Eu senti algo estranho e bom.... De repente parece que asas nasceram nas minhas costas com uma luz dourada que foi se espalhando pelo meu corpo e por todo o avião. Fechei os olhos do nada e quando abri, um lindo pôr do sol lançava seus raios contra as nuvens que se afastavam-se mais do avião.
De repente o piloto deu uma volta e começou a descer demais até parecer que nós estávamos caindo. Mas eu estava completamente errado. O avião começou a encostar em uma pista cinzenta com luzes de sinalização em volta. O piloto avisou a todos:

- Senhores passageiros permaneçam sentados e com os cintos afivelados até que o avião pouse no aeroporto com segurança.

Todos os passageiros aplaudiram e deram graças a Deus!! Eu estava tão assustado e palido que estava fixo na cadeira do avião só olhando pela janela e agradeçendo ao meu Anjo da Guarda pela mente. O avião teve uma turbulência forte quando pousou na pista parecendo que nossa pele ia pra trás e só ficasse nosso crânio de tão rápido. Finalmente! Depois de muitas horas de desespero, nosso avião pousou e parou firme no aeroporto de Curitiba. Se passaram 15 dias e finalmente voltamos para casa.

Esta história, é real. Não é inventada nem contada. Só achei interessante escrever para todos verem como a reza tem poder!! Se eu não tivesse pedido ao meu Anjo da Guarda, aquela nuvem negra e meio roxa iria invadir o campo do avião e então...... Bom nem é melhor falar!!

4 de janeiro de 2011

CASA DA AVÓ

Eu acordei hoje, com minha cadela de 9 meses me acordando com um ''beijinho'' (ela deu uma lambida em meu rosto). Ela me cheirou todo e começou a brincar com uma bolinha de brinquedo favorita dela. Levantei muito bem sem dores e com um barulho de chuva gostoso e sentindo o vento frio nos pés.
Abri a porta e ela saiu correndo feito uma doida na mesa do café. Fui tomar café diante daqueles olhos pretos enormes e brilhantes de um filhote de cocker spaniel inglesa. Ela ficava pulando e eu pedia pra ela descer. Depois do café, fui no computador e soltei minha imaginação criando histórias em quadrinhos na Máquina de Quadrinhos da Turma da Mônica. A chuva aumentou e mais gotas batiam com força contra a janela. Fui a mesa da copa e vi minha avó olhando fotos antigas. Eu também olhei e todos começaram a rir, ficar com saudades e lembrar. Minha avó estava mostrando para mim e para meu avô fotos de quando eles se casaram anos atrás. Ela foi passando as fotos e cada vez eu ficava boqueaberto vendo meus parentes pequenos e até bebês. Eu acho tão gostoso ver fotos....Você relembra as coisas e vê também coisas que você nunca viu nelas. Mas ai minha avó foi passando....passando.... até que chegou em uma foto (na verdade imprimida no computador uma preta e branca e outra colorida) de um bebê.....um bebê? Quem era ele.... Minha avó ficou olhando para mim e começou a dar gargalhadas!! Era eu aquele bebê!! Nem me lembro mais quando eu era bebê!! Depois apareceu outra foto (também imprimida mas desta vez preta e branca) de eu com meus tios em um casamento....Mas eles moram muito longe de mim....Nem sei se vou conseguir ir até lá....Mas ai minha avó fechou a capa do albúm de fotos e o guardou bem guardado com carinho...Para que no futuro eu também seja um avô e mostre para meus netos a mesa coisa que ela mostrou para mim mas com os espaços vazios preenchidos.