25 de fevereiro de 2011

CHUVA: O MEDO DA NATUREZA

A natureza pinta seus céus de azul, deixando espaços brancos para as nuvens nadarem na piscina celeste.
Depois, tinge com os tons de verde as florestas e as matas misturando cores para fazer os animais.
Para o chão, grama, areia e terra marrom clara para que os animais terrestres possam andar por ele.
Quando ela termina, tudo fica uma beleza... Mas tintas escuras como preto e cinza forte derramam pelo lindo céu azul formando nuvens negras de chuva. Depois, o anil escorre como se fosse uma cachoeira pela tela da natureza, derrubando e tirando metade dos tons de verde. Um tom estranho e claro, atinge o verde da vegetação, misturando o vermelho,o laranja e o amarelo com os verdes transformando em escuras árvores secas. O anil, inunda todos os tons da areia e da terra, como se estivesse colocando açúcar e sal em água.
A grama, fica toda verde escura arrepiada e saindo com raiz e tudo sendo levada pela enxurrada.
Assim que as cores escuras destroem toda a pintura clara e bela da natureza, vão embora sem mais nem menos deixando a destruição para trás. Quando a natureza chega, vê seus tons de verde transformados em vários tons de marrom, o céu acinzentado com as nuvens furadas pelos raios e vê o chão todo inundado com as gramas chorando orvalho vendo a destruição de suas colegas. Mas ai, a natureza novamente pega o pincel e reforça nas cores deixando com que elas nunca mais sejam destruídas.

20 de fevereiro de 2011

NÃO SE SABE...

Não se sabe se misturar o vermelho com o amarelo vira laranja, se misturar o vermelho com azul dá roxo ou então misturar o azul com o amarelo dá o verde.
Não se sabe como transformar as cores em branco nem misturar uma cor com outra dá uma nova espécie de tinta.
Não sabemos. Achamos que sabemos tudo mas não sabemos nada.
Não se sabe se pessoas chegam ao céu ou ao inferno, não se sabe como os Incas sumiram, não se sabe se realmente estamos em 2011, não se sabe como tudo começou, não se sabe do futuro das pessoas, não se sabe se quando uma novela acaba ela continua...
NÃO...SE... SABE... Três palavras que usamos no nosso dia a dia sem parar a toda hora. Mas também, não se sabe se todos usam elas todos os dias diariamente.

17 de fevereiro de 2011

Meus avós

Eu estava entrevistando minha avó pelo telefone hoje, por causa de um Para Casa de Ciências.
Pensei:
- Bom, ela só vai me dar a resposta, eu agradeço e desligo.
Mas não foi bem assim.
A entrevista pedia para perguntar as pessoas o que elas acham qual é a vida que move o ser humano. Pergunta difícil não? Ela deu um suspiro pensou, pensou e depois falou:
- Pra mim, o que movimenta os seres vivos é a força divina, a alma, o espírito. Vi uma reportagem na TV outro dia de um artista francês que perdeu o cachorro e ficou apaixonado com a morte do cão. Dias depois, ele estava andando pelas ruas de uma cidade da França quando dois assaltantes atacaram ele. Eles queriam matar ele e depois roubar o dinheiro do bolso dele, quando na hora um cachorro igualzinho a o que ele tinha, atacou os dois assaltantes com uma abocanhada. Não me lembro se ele matou eles ou se deixou eles feridos.. Mas ai o ator só viu o cachorro abanando o rabo e depois quando virou pra frente, o cão tinha sumido. Ele tinha uma estrela branca no peito e seu pelo era todo preto. O ator disse que acredita que até os cachorros tem alma.

Ela me perguntou se era Ciências ou Religião a matéria do PC, então eu disse que era Ciências.
Adorei o que ela falou:

- ''A VERDADEIRA CIÊNCIA ESTÁ DE MÃOS DADAS COM A VERDADEIRA RELIGIÃO''.

Já vi uma propaganda da TV Futura, com várias perguntas. Uma delas era: ''Quando será que a ciência e a religião vão andar de mãos dadas?''.
Acho isso uma tremenda besteira. Mas tocando no assunto, minha avó é muito especial pra mim. Aliás, minhas avós e meus avôs. Todos eles são especiais pra mim. Rimos juntos,choramos juntos... Falam palavras educadoras como professoras e professores mas com um jeito mais gostoso de entender, fazem coisas gostosas saindo do forno da cozinha e do forno de porcelanas por onde sai bolos, tortas, biscoitos cheirosos e também por onde sai peças de xícaras, pires e bules pintados maravilhosamente.
Mas uma coisa eu já tenho pensado comigo mesmo: QUANDO UM DELES MORREREM, VAI SER COMO SE TODO O MEU SANGUE TIVESSE SAÍDO DO MEU CORPO E NO LUGAR CRESCESSE ESPINHOS PONTUDOS E DOLOROSOS.

9 de fevereiro de 2011

GOOGLE E SEUS PROBLEMAS

Caros leitores, quando eu mesmo fui entrar no blogger, o Google pediu meu número de celular.
Eu não coloquei e continuei até conseguir entrar.
Se vocês tiverem o mesmo problema, não coloque seu número de celular e continua.
NÃO deem seu número pro Google pois ele pode fazer outras coisas com ele e isso vai prejudicar muito a vida de vocês.
Quando criei o CF também me pediram o número do celular e eu dei por que nao ia conseguir criar um blog sem passar pela aquela página.
Mas depois nunca mais dei mesmo se ele pedisse.
Anteciosamente
Equipe do Contos de Fábulas.

6 de fevereiro de 2011

CCF- Conversa no Contos de Fábulas

                                  Imagem feita no Paint por G.A.S.G.

No final do ano passado, eu tinha criado um blog chamado O DIÁRIO DE GABRIEL.
Mas, ele não deu muito certo então tive que fecha-lo.
Mas fecha-lo com uma chave de ouro!!
Escrevi várias coisas nele (não muitas) que só uns 4 seguidores viram.
Nunca fechei um blog com uma chave de ouro. Já tive outros dois primeiros que criei quando era novato no Blogger que fechei com uma bigorna caindo em cima dele e dando adeus pra tudo quanto é canto dele.
Mas desta vez foi diferente. Eu não vou excluir O DIÁRIO DE GABRIEL, pois escrevi várias coisas que talvez vocês gostem e que futuramente eu escrevo aqui no CONTOS DE FÁBULAS.
É como se eu estivesse saindo de um escritório e indo para outro mas com caixas e caixas só com arquivos nos dois braços. Como eu escrevi lá: ADEUS...NÃO PARA SEMPRE!! Não nasci para escrever um diário mas sim escrever contos e poemas.
Eu A-D-O-R-O mexer no meu blog e postar coisas novas que minha inspiração cria.
Quando eu escrevo no teclado, é como se eu estivesse tirando todas aquelas ideias da cabeça e falando pra todo mundo.
Mas em vez de eu fechar completamente O DIÁRIO DE GABRIEL com uma bigorna caindo em cima dele (morri de rir escrevendo o caso da bigorna hauhsahsua) vou transferir tudo que eu tinha escrito lá pro Contos de Fábulas.
Até a próxima.
Mr.Chapeleiro

2011 E AS ROSAS

Ao lado direito, adicionei uma imagem de uma rosa branca e o título de 2011 em cima, pois vou fazer um calendário imagem de 2011.
Vou adicionar ao longo do ano, ainda duas imagens de uma rosa vermelha e de outra velha, seca e murcha.

ROSA BRANCA:Ficará disponível a imagem dela nos meses de: Janeiro, Fevererio, Março, Abril, Maio e Junho.

ROSA VERMELHA: Ficará com a imagem disponível nos meses de: Agosto, Setembro e Outubro.

ROSA MARROM (MURCHA): Ficará com a imagem desde o dia 10 de Outubro até 31 de Dezembro.

LENTAMENTE VAGO EM DIREÇÃO AO VENTO

Vou caminhando pela estrada, quando um forte vento bate em meu rosto.
Estou em procura de uma nova aventura.... Descobrir os sete mares, ou então desenterrar um tesouro perdido.
Vou devagar para ver se há novas aventuras a minha espera...
Vou em direção ao vento forte que me indica que devo passar por desafios difíceis.
Não consigo achar nenhuma aventura por perto...
Mesmo andando lentamente, sinto que há alguma aventura por perto... Mas não consigo encontra-la.
Quando percebo,  eu estou dentro de uma aventura enfrentando um vento forte como se fosse um gigante ou um dragão e caminhando sempre pra frente como se eu estivesse correndo em direção a uma torre para salvar uma princesa, ou então descobrindo um grande castelo cheio de moedas douradas.