8 de agosto de 2011

Poderosa e Venenosa - conto 1


Poderosa e Venenosa - conto 1


 Como sempre, estava voltando do trabalho num ônibus junto com o 'povão'... Mas desta vez foi diferente: vi uma coisa chique, esbelta, irritante e chamativa. 
 Um carro de auto luxo retrô, estava do lado do ônibus com uma motorista loira claro que cegava os olhos, óculos escuros enormes, batom vermelho parecendo rosa vermelha, de roupa vermelha e chique se mostrando aos passageiros do ônibus.
 Uma hora, ela virou a cara pro ônibus, tirou os óculos e riu:
 - Pena que vocês não tem este luxo todo, como o meu! Pobres!
 Todos ficaram-a vaiando e xingando. Mas eu nem liguei e olhei pro outro lado.
 Ela só ficava rindo de nós, olhando pro ônibus e vaiando também. E quem estava dirigindo o calhambeque? Todos começaram a voltar ao normal e a se sentar enquanto ela continuava fazendo caretas, xingando e etc. Até que... 
- AHHH!!! IRRRC!!! BUM!! - a perua tinha batido em um carro com uma faixa azul, vermelha e amarela.
- Qual é! Sai da frente toupeira! 
 O carro em que ela tinha batido era da Polícia, que parou na frente da loira no meio do cruzamento, ligou as sirenes e dois policiais desceram dele com uma cara daquelas.
- Oi! Como vai! Eu estava olhando pro ônibus e...
- Não fale mais nada! Venha com a gente... TOUPEIRA!
 Todos do ônibus começaram a rir de chorar mesmo.
 O cobrador e o motorista não paravam de rir.
 Os idosos sentados na frente, perdiam até a dentadura de tanto rir da perua!
 Enfim, foi um mico daqueles pra mulher mas ela merecia não?
 Poderosa e venenosa, sempre acaba virando pó de mico!

FIM

Poemas Restaurados - 1


Contos de Fábulas 1 - restauração


Poemas

SONHO DE ARTE

Quando deito na cama começo a sonhar.
Telas e tintas começam a rolar.
Cores para todos os lados
Espalham alegria no sonho.
O pesadelo e um medo medonho.
Mas com a alegria das tintas
O ruim vai embora.
As telas e as tintas
Param de rolar.
Quando vejo começo a acordar.
Mas a alegria nao vai embora.
Simplesmente e so lembrar
Dos sonhos que teve.
Ai seus sonhos começam a realizar.

----------------------------------------------------------------------------------------

SOL E LUA

Sol e Lua.
Duas forças místicas.
Sol brilha.
Lua ilumina.
Juntos formam o Eclipse.
Mas na longa escuridão,
Surge um grande clarão.
O Sol aparece,
Mas logo se põe.
A Lua acorda
Com sua grande iluminação

--------------------------------------------------------------------------------

Textos recuperados do blog Contos de Fábulas nº 1 que foi perdido com dor profunda no coração em outubro de 2010.

Mr.Chapeleiro

7 de agosto de 2011

1 de agosto de 2011

Restauração do 1º Blog

Caros leitores,
A um ano atrás meu primeiro blog Contos de Fábulas foi abandonado pois meu usuário não entrava mais (talvez a senha 'quebrou').
E agora neste novo blog estou querendo restaurar meus contos e poemas jogados na poeira.
A cada dia ou semana, eu irei publicar um post com dois poemas, ou um post com um texto.
Aguardem!


Mr.Chapeleiro